quinta-feira, 2 de abril de 2009

Os pequenos prazeres da vida


Ainda a aperfeiçoar a kilometragem versus o tempo dispendido em viagens, ontem tive a oportunidade de andar num electrico dos antigos. Era algo que não fazia há anos. Pouco andei de electrico e muito menos nestes antigos. E foi uma experiência maravilhosa. Os bancos em pele, brilhantes e acolchoados, o espaço a cheirar a antigo, as janelinhas e Lisboa menina a voar-me pelos olhos dentro. Foi bom. Foi pacificador. Fez-me pensar que há pequenas coisas que apagam os grandes dissabores da vida. Ontem ia sendo despedida. Porque os climas organizacionais viciados e autocratas não têm por hábito gostar de ar fresco. Consegui fazer-me ouvir mas agora debato-me com os meus valores morais versus a minha responsabilidade para quem eu realmente trabalho: as crianças. Estas semanas têm sido complicadas não tanto pela falta de tempo para mim e para quem eu gosto mas porque apesar de eu ainda acreditar que a humildade e a transparência são principios base, sei que isso me irá sempre dificultar a vida. Ontem venci uma batalha, não sei quem ganhará a guerra. Eu gostava que fossem elas: as crianças. Chego neste momento ao cais e espero que um electrico destes antigos me leve a casa. Com Tonny Bennet nos ouvidos, Lisboa menina moça a brilhar no escuro e os bancos em pele castanha lá sigo eu para o conforto dos lençóis.

17 wake ups:

Daniel Silva 2 de abril de 2009 às 22:54  

É quase como se andassemos de coche ;) Os carros velozes, autocarros e trãnsito, e nós a passearmo-nos em bancos antigos e noutro registo de tempo (cronologico mesmo, porque mais lento e bonito) ;)

Shakti 2 de abril de 2009 às 23:15  

Já tenho saudades de andar num eléctrico desses...qualquer dia tenho que o fazer com os meus príncipes...se calhar no 28 mesmo...

bj

Mimo Azul 2 de abril de 2009 às 23:43  

:) na segunda quase que fui dar uma voltinha nesse 28... :)

vês como o regresso a casa pode ser diferente e animador?!

Vamos no domingo ver a exposição???

bjcaaaaaaaaaaaa

DANTE 3 de abril de 2009 às 13:03  

Adoro electricos. Aparelhos electricos quero dizer ;D

Beijo :)

André 3 de abril de 2009 às 14:18  

Se há coisa que nunca podemos mudar são os valores e temos que nos fazer ouvir.

Há pequenas coisas que nos fazem ver que outras coisas são meras insignificâncias.

francis 3 de abril de 2009 às 16:20  

Boa tarde,

Tony Bennet a passear por Lisboa no eléctrico ? Que excelente ideia.

Excelente também o som que aqui passa.

Pedro Barata 3 de abril de 2009 às 19:18  

Continua fiel aos teus princípios, é uma grande vitória, apesar de algumas pequenas derrotas...
Beijinhos

Cão(somente) 3 de abril de 2009 às 21:31  

Às vezes, quando não nos conseguimos fazer ouvir, o melhor é mesmo virar costas e dar um passeio (de eléctrico ou a pé), para arejar. Ou então mandar passear quem não nos quer ouvir eheheh.

Há séculos que não ando de eléctrico. Ainda há disso?

Beijinho.

Desambientado 4 de abril de 2009 às 12:30  

Fazia regularmente a carreira de eléctrico da baixa para a Ajuda e da Baixa para a Feira da Ladra... Era muito agradavel. Não imagino é o que possa ser fazer a viagem com crianças?! Mas também não a fizeste?

Nuno 4 de abril de 2009 às 14:11  

Eu nunca andei nesses eléctricos. Acredito que seja uma autêntica viagem no tempo, de regresso ao passado, quando as coisas eram tão diferentes do que são hoje. Acho que os dois assuntos que abordas neste texto acabam por estar relacionados, na medida em que confronta o passado com o presente, na forma como as coisas eram e como as coisas são hoje. Como os valores estão alterados em relação ao tempo em que esses eléctricos eram novidade.

Um beijo,
Nuno.

Daniel Silva 4 de abril de 2009 às 15:46  

Gostei do que escreveste no comentario. É mesmo isso.

Um beijinho :=)

aespumadosdias 4 de abril de 2009 às 19:03  

Há quanto tempo que não ando de eléctrico.
Quanto ao trabalho espero que tudo se resolva pelo melhor.
Beijinhos

OnlyMe 4 de abril de 2009 às 23:59  

Eu já não ando num eléctrico há anos e anos. Mas é com saudade que recordo algumas viagens que fiz quando trabalhava na Rua dos Fanqueiros e descia a Almirante Reis num "rápido" desses! lol

Quanto à tua situação profissional, vai com calma. Porque, muitas vezes, quando se perde a calma, perde-se a razão. Vais ver que tudo se acaba por resolver.

Desejo-te um bom domingo. Aproveita o merecido descanso.

Jinhos :)

Maria Eugénia Pinto 5 de abril de 2009 às 00:08  

Olá Susana
Hoje vim espritar a tua casa e gostei muito! Só não gostei de perceber que as coisas não estão muito bem, não é?
Sabes, ás vezes o confronto directo não resulta muito bem. Abrir a janela e deixar entrar o ar fresco quando a sala cheira demasiado a "mofo" pode embriagar e desnortear quem já vive nela há muitos anos...
Ás vezes ... resulta melhor demonstrar por A+B "que talvez fosse saúdavel deixar entrar um pouquinho de ar"... Pode ser que quem lá vive tome a iniciativa de abrir a janela....
Um grande beijinho para ti
Vou voltar!
Eugénia

Luis Bento 5 de abril de 2009 às 02:07  

Digamos que é um eléctrico chamado desejo...

Antonio Valerio, sj 5 de abril de 2009 às 14:11  

Aproveitas bem o teu tempo! =) Também já não ando à mesmo muito tempo e Lisboa nãoé um sítio onde vá muitas vezes. Admiro a forma como defendes as coisas que são mesmo importantes para ti, isso é mesmo bom. Força e boa semana, e ferias, se for o caso! beijinhos

Noir 8 de abril de 2009 às 14:19  

A verdadeira felicidade está em sentir-se prazer com pequenas coisas. A mim cheira-me que a Susie esta bem awake!

Su's sounds

Este blog contém posts e comentários.

Se me quiseres contactar:


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:



Veja mais: Ferramentas Blog | By FormularioPRO

Wake Up clock

Su on Twitter

    follow me on Twitter

    And the winner is... Little Susie

    And the winner is... Little Susie
    da Mimo Azul

    um mimo da Miepeee

    Orgulhosamente recebido da Tecnenfermaginando, do Mimo Azul e da Malinha Viajante

    mais um miminho da Miepee... um daqueles!

    Contador

    Wake up Little Susie 2008 © Blog Design 'Felicidade' por EMPORIUM DIGITAL 2008

    Back to TOP