domingo, 30 de novembro de 2008

E a chuva cai lá fora...

video

Hoje foi um dia assim... a saborear o frio, dentro do espaço que sendo ou não o mais perfeito sempre me albergou. Foi dia de pousar a cabeça nos joelhos e cobrir-me com um cobertor, porque o frio teima em magoar a pele. Hoje foi dia de saborear as letras e as palavras de outros, de mergulhar no meu universo e de meditar sobre mim. De planear, de sonhar e de dar colo a mim mesma, sem me esgotar nos outros. Hoje foi dia de me sentir em casa. Foi dia de me sentir em mim

My soul has returned.... just one more lesson learned.

video

I was burned but I called it a lesson learned
Mistake overturned
So I call it a lesson learned
My soul has returned
So I call it a lesson learned
Another lesson learned

Life perfect
Ain't perfect
If you don't know what the struggle's for
Falling down ain't falling down
If you don't cry when you hit the floor
It's called the past cause I'm getting past
And I ain't nothing like I was before
You ought to see me now

Há uma semana atrás foi assim...


Há uma semana atrás as pessoas passeavam calmamente pela areia, descansavam as pernas na esplanada mais próxima.
Há uma semana atrás eu enterrava feliz da vida os meus pés numa praia algures e soube tão bem um banho de maresia.
Há uma semana atrás o mar estava calmo, o vento era fresquinho e rossava suavemente a minha pele.
Há uma semana namorava-se pelas areias, fazia-se jogging de tronco nu, caminhava-se de viola às costas e até se fazia Nudismo.
Há uma semana estava mais quentinha do que hoje, mas estava igualmente bem comigo mesma. Que as mudanças sasonais não perturbem o mais estado de humor e a nostalgia seja um periodo transitório entre a saudade e a felicidade.
Há uma semana atrás foi assim. Hoje está frio e chove.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

210 biscoitos














210 biscoitos de partilha, risos, palermices, ralhetes, alegria e calor animico.
Obrigada pelos momentos que me proporcionam todos os dias e que me fazem ter esperança no mundo onde vivo. O mundo é vosso.
Espero que quando saírem daqui se lembrem não demim mas do que vos digo: O mundo é vosso. Com garra, amor pelo outro e por vós mesmos, o mundo pode ser o que vocês sonham. Obrigada

Eu... intuitiva e metaforicamente sentida por Ana Alpande








ATENAS

who will cry for the little boy

Há algo que sempre causa grande ansiedade quando se fala de adopção: a relação emocional da criança que FOI adoptada com aquilo a - muitas vezes fantasiada - familia biológica. Parece-me até que que é uma fonte de ansiedade generalizada a todos os que ponderam avançar para este processo, ou que já s embrenharam nesta aventura de ser pais. Portanto e porque considero importante diversificar a partilha das experiências e vivências do outro lado do espelho - da criança - hoje insurge-se-me palrar sobr este tema.


Começo por afirmar que nunca me pareceu exequível privar com aquilo que -à falta de melhores termos - se apelida de mãe biológica. Na verdade a minha relação emocional com a imagem que construi dela foi desde a revolta a uma postura de não julgamento perante a sua escolha de vida, que foi efectivamente não ficar comigo.

Há uns anitos via um filme com o grande Denzel Washington, o "Antoine Fisher" em que a personagem se debatia com a necessidade de confrontar a mãe biológica, procurando perceber o porquê das suas escolhas. Eu acredito que nenhuma resposta que ela me desse poderia apaziguar a minha incompreensão. A paz que sinto em relação à escolha dela e àquilo que ela personifica encontrei-a e encontro todos os dias em que aprendo a gostar demim.


Para mim as respostas estão dentro de nós. Acredito que muitos decidem procurar a familia biologica porque nessa busca esperam encontrar um pedaço de si mesmos, do amor próprio que nunca conseguiram construir. É como sempre assumissem aquele papel de criança abandonada, de criança enclausurada no seu mundo estéril de amor e de emoções. E por isso procuram fora aquilo que não conseguem encontrar dentro.


Não estou a tecer nenhuma crítica e sublinho que cada caso é um caso. Cada um segue o caminho que consegue para chegar a si mesmo, dispondo das ferramentas que possui.

Eu acredito que quando nos sentimos unos e aceitamos verdadeiramente o que somos essa busca deixa de ser necessária. Os laços consolidam-se nos afectos. Mas tudo é um processo. O que, no meu ponto de vista, vocês pais e candidatos a pais podem fazer é munirem os vossos filhos das ferramentas necessárias em vista a estes se tornarem em seres capazes de se amarem a si mesmos. Se estiveram realmente bem e felizes com o que têm, onde estão e com o que são o abraço para onde quererão correr será sempre para o vosso.

Deixo-vos este video do filme.

Um abraço para todos Susana
video

domingo, 23 de novembro de 2008

Para vos fazer sorrir

video


Um sorriso meu para todos.

Sempre que o Natal vier: A música para a pequenada

Sempre que o Natal vier

Sempre que o Natal vier
Vamos dar as mãos
O amor está na partilha
em seguir o coração

Em cada gesto um mundo inteiro
Na diferença vive a aventura
Tudo está ao nosso alcance
Discriminação é desventura

Natal, irmão diferente é nosso igual
Natal, terra dos sonhos e da igualdade
Natal sou eu, és tu, somos nós
Sou eu, és tu e somos nós

Estamos juntos para vos cantar
Um Natal diferente, espectacular
A semente de um novo mundo
Onde todos somos iguais
Não na cor, mas no olhar

Natal, irmão diferente é nosso igual
Natal, terra dos sonhos e da igualdade
Natal sou eu, és tu, somos nós
Sou eu, és tu e somos nós


Depois mostro-vos o resultado final com a música por baixo:) Até que está giro, já os ouvi a ensaiar:)

sábado, 22 de novembro de 2008

As coisas em que eu penso...








Poderá a Perfeição ser Eterna? ou estará a Perfeição na efemeridade dos actos?

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

I'm simpsonized:) and you?

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Acorda a Criança que há em ti.

video

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Estado da Leitura


Estado da leitura...
Já terminei o Crepúsculo... agora estou a caminhar rapidamente pelo desfiar de letras da Lua Nova. Além da bela, mística e interessante história de amor entre a Bella e o Edward o que retiro mais desta leitura é a descrição da dor da ausência. Eu já o senti. A apatia perante a vida, o controlo automático das tarefas rotineiras dias a fio, o olhar vazio, a física dor coronal , a exaustão do nada sentir, o sentir-se que se foi roubada de forma injusta e imprevisivel.
O não querer seguir em frente sozinha. O não procurar nada à volta, nada tocar os nosso 5 sentidos.. é tudo frio e distante. E a frase que mais odiava era o "vai passar"... um desrespeito mordaz de uma dor que se crava em nós e ameaça ficar para a eternidade. Mas a verdade é que tudo passa para vocês que possam ser realmente cépticos, e a verdade é que também ninguém vos rouba absolutamente nada. É a obrigação de crescer. Eu acredito que as pessoas que se cruzam connosco na vida e de forma significativa têm como missão fazer-nos crescer... quando já não crescemos é porque chegou a hora de partir. Mas as despedidas doiem sempre. É suposto doerem. Sinal que há coisas boas que deixam saudades. O desafio é integrá-las em nós e no nosso dia-a-dia. Aprendermos e seguirmos em frente. E seguir em frente e procurar a motivação certa é o mais dificil. Mas eu estou a conseguir. E cada dia aprendo mais a ser feliz com o que sou. O bom e o mau.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Frase do dia






Frase do dia:



" Fogo, a Susy é uma chita a comer sopa!"

Eu sei miúdos!:)

domingo, 16 de novembro de 2008

Desafio 1: Música. Quase levado a cabo:)

1- És homem ou mulher?

just a small town girl, livin in a lonely world....

Journey Dont stop believing

2- Descreve-te.

My soul,
is as open as the sky.
Often time,
it's just as blue.
People tell me,
I need to keep on dreamin'.
That's just what I'm gonna do.

"..."

It's the love.
It's the love that pulls me through.
'Cause when they tell me,
keep on dreamin'.
Thats just what I'm, I'm gonna, thats just what I'm gonna do


Amos Lee Dreaming


3- O que acham as pessoas de ti?


É tão bom uma amizade assim
Ai, faz tão bem saber com quem contar
Eu quero ir ver quem me quer assim
É bom pra mim e é bom pra quem tão bem me quer

Sérgio Godinho É tão bom

4- Como descreves o teu último relacionamento?

Goodbye, no use leading with our chins
This is where our story ends
Never lovers, ever friends
Goodbye, let our hearts call it a day
But before you walk away
I sincerely want to say
I wish you bluebirds in the spring
To give your heart a song to sing
And then a kiss, but more than this
I wish you love
And in july a lemonade
To cool you in some leafy glade
I wish you health
But more than wealth
I wish you love
My breaking heart and I agree
That you and I could never be
So with my best
My very best
I set you free

Natalie Cole I wish you love

5- Descreve o estado actual da tua relação com o teu (tua) namorado(a) ou pretendente.

Looking for the light of a new love
To brighten up the night, I have you love
And we can face the music together
Dancing in the dark

Dianna Krall Dancing In The Dark

6- Onde querias estar agora?

Agora, que a chuva cai, devagar
La fora, e a noite vem devorar
O sol, e tudo fica em silencio
Na rua, e ao fundo, ouve-se o mar.
Ouve-se o mar.


Mafalda Veiga Ouve-se o Mar

7- O que pensas a respeito do amor?

Maybe later we can go up to the moon
Or sail among the stars before the night is through
And when morning comes we'll see the sun is not so far
And we can't get much closer to God than where we are

John Legend So hight

8- Como é a tua vida?

Não consigo dominar
Este estado de ansiedade
A pressa de chegar
P’ra não chegar tarde

Não sei do que é que eu fujo
Será desta solidão
Mas porque é que eu recuso
A quem quer dar-me a mão

Vou continuar a procurar
A quem eu me quero dar
Porque até aqui eu só

Quero quem quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem quem não conheci
Porque eu só quero quem quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem quem não conheci
Porque eu só quero quem quem eu nunca vi


António Variações Estou além

9- O que pedirias se pudesses ter um só desejo?
Estou em mim como um soldado que deserta
Dá meia volta ao mundo em parte incerta
Não sei como cheguei aqui
Quis ser tudo

Estou mais só do que sozinho
Chega mostra-me o caminho
Leva-me pra casa

Corre vem depressa
O tempo voa
Só anda às voltas
Dá um nó
Não sei como cheguei aqui
quis ser tudo

Estou mais só do que sozinho
Chega mostra-me o caminho
Leva-me p'ra casa

O tempo voa
O tempo voa

Nem sei como cheguei aqui

Lúcia Moniz Leva-me p'ra casa

10- Escreve uma frase sábia.

Não invoquem o amor em vão
Rui Veloso Não invoquem o amor em vão


Só há pouco me apercebi que era para fazer só com uma banda.... mas como disse no inicio do blog... sou preguiçosa:) Não me apetece fazer tudo de novo!!!!! Desculpem!

Come to me

Koop para vocês... e não digam que não dá vontade de dançar:)

video
Baby, I've been waiting for you
Don't run away now
You've got nothing to lose
Baby, I feel so alone
And I need someone
To call my own

'Cause my love has just left me
And I need someone new
Who can tell me forever
In my eyes I own you (?)

Baby, oh baby, oh baby
Come to me

Baby, I've been waiting on you
Don't run away now
You've got nothing to lose
Baby, I feel so alone
And I need someone
To call my own

'Cause my love has just left me
And I need someone new
Who can tell me forever
In my eyes I own you (?)

Baby, oh baby, oh baby
Come to me

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Escreve-me para este lugar secreto

Escreve-me para este lugar secreto
onde reina a confusão...
acertas-me as horas da alma?
preenches-me o coração?

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Don't stop believing

Dedicaram-me esta música. A mim fez-me sentido. Porque.... I'm a believer! e sim..... i'm just a small town girl, livin in a lonely world....




video

domingo, 9 de novembro de 2008

Eu gosto de...

Muita gente já me disse para me centrar mais em mim. Vou falar demim. Para todos vós um pouco de umbiguismo na forma " eu gosto de" para adoçar o domingo:


Eu gosto de Amarelo
Eu gosto de bacalhau com natas mas não sou grande fâ de bacalhau cozido
Eu gosto de sonhar mas há sempre um pé coladinho à terra
Eu gosto de dar mas também gosto muito de receber
Eu gosto de cantar apesar de não cantar bem
Eu gosto de Abraçar mas acredito que pouca gente se apercebeu do verdadeiro valor de um abraço
Eu gosto de cães mas nunca tive nenhum
Eu gosto de crianças mas ainda estou a aprender a gostar da criança que existe dentro demim
Eu gosto de observar os outros mas nem sempre gosto quando me observam a mim
Eu gosto de aprender mas às vezes também sou preguiçosa e selectiva nas aprendizagens
Eu gosto de andar descalça mas no inverno não sobrevivo sem as minhas pantufas
Eu gosto de gelado de limão e de menta mas também adoro chocolate quente com canela
Eu gosto de conversar mas também gosto dos meus momentos de silêncio....

Não queiras saber demim

video

Lembrei-me desta música hoje numa conversa... aqui a deixo... é impossível não partilhar.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

A arte de (des)conversar

  • Sónia: Estás com fome?
  • Luís: Não. (breve pausa)
  • Sónia: Só pensas em ti!
  • Luís: O quê? De que é que estás a falar?
  • Sónia: Estou esfomeada e tu estás-te borrifando!
  • Luís: Claro que não! Se tu querias parar para comer, porque é que não me disseste?
  • Sónia: Eu disse-te! Porque é que nunca ouves o que digo?
  • Luís: Existe um bom restaurante Italiano numa rua aqui ao pé. Vamos lá jantar.
  • Sónia: Não vale a pena! Já não tenho fome. Leva-me para casa.

Encontrei isto pelo meu vadiar pela net e resolvi colocá-lo aqui. De facto este diálogo deve parecer familiar a muito boa gente. Quantas vezes dizem uma coisa e os outros ouvem outra? Eu acho que o desconversar é uma arte infantil para mostrar o quanto estamos zangados com o mundo e com os outros. Um descarrilamento de frustrações acumuladas. A procura de um bode expiatório - que normalmente está mesmo ao nosso lado, vejam lá que sorte!- para o que sabemos que não podemos colocar sobre as costas de mais ninguém. Eu assumi a minha culpa: já desconversei, mas também já me deixei disso. Agora canalizo as frustrações para algo positivo:) às vezes é dificil mas com um bocadinho de esforço tudo se consegue - lá dizia o outro-. Deixem lá os outros e cuidem mas é de vós. E já agora troquem as palavras azedas pelo mimo. Não há nada melhor do que mimo pelo mimo.
Eu voto nisso e vocês?

E viva as intoxicações alimentares!!!

Hoje estou assim...

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Yes, we can!

Eu não acredito em políticos. Acredito em pessoas genuínas que querem de facto o melhor para o nosso mundo. O que vi ontem no discurso é uma pequena parte do mundo onde quero que os meus filhos - quando os tiver - cresçam. Uma alma para além do discurso. Tempos onde as pessoas não têm medo de chorar perto dos diferentes de si, onde os sorrisos são de esperança e transparentes, onde lutam por um ideal comum e onde acreditam que o principio de conseguir é o querer. É esse o mundo onde quero tornar-me numa pessoa melhor. O tempo urge. As escolhas que temos que tomar têm que ser imediatas. Acredito e espero, com todo o meu coração, que esta tenha sido uma boa escolha. Tu conseguiste. Nós também conseguiremos.

video

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Quantas vezes?

Quantos erros precisas de cometer para mudares?
Quantas vezes precisas de cair para saberes que te consegues levantar?

Quantas vezes precisas de ficar sozinho para saberes que o Outro afaga o caminho?
Quantas vezes precisas de chorar para procurares o que te faz sorrir?

Pergunto-te: quantas vezes?

video

domingo, 2 de novembro de 2008

...



Espaço sem passos, luz morna
dançam as ausências, sorri a ilusão

A beleza do Não ser, cresce sorri
Maltrata a solidão e eu floresci.

Depois do vazio duro, vens tu
mudas os passos, alinhas o espaço nu.

E cria-se um novo ser,
o intermédio do Eu e do Tu
a madrugada da magia.

sábado, 1 de novembro de 2008

Solidão.

video

Lisboa é linda. Mas há coisas que me fazem falta. Passeio-me pelos caminhos, as pessoas roçam-me o casaco, não me tocam a pele. Sinto-me tão sozinha no meio da multidão. Porque é que é tão dificil olhar nos olhos, retribuir um sorriso? Normalmente quem me sorri são as crianças. E como isso me deixa feliz. Só quero encontrar um sorriso na multidão para onde deixar voar o meu olhar. Como antes.

Leituras...


Próxima leitura.... nem acredito que isto está nas livrarias há que tempos e que já há mais duas sequelas e passou-me ao lado...

Precisa de ajuda?


Ontem vinha no autocarro e deparei-me com a seguinte cena: uma menina nos seus lindos 15/16 anos ( podem ser 17 ou 18, sou uma péssima avaliadora de idades) encontrava-se a caminho de uma - excitante espero - dormida na casa de uma amiga. Contudo ela não sabia nem onde era a casa da amiga - era algures em carnaxide - e ficara sem bateria no telemovel. Carregada até mais não - espero eu que com o devido saco-cama - apresentava-se num estado de ansiedade tal que uma senhora lá lhe emprestou o telemovel e um rapazito - talvez nos seus belos 18/19 anos e com as hormonas aos saltos - lá se ofereceu para servir de guia com a simples frase : " Precisa de ajuda?". E eu pensei que frase tão poderosa. Pode passar o desejo maternal de cuidar daquela senhora ou os pensamentos mais impetuosos de uma idade com o desejo à flor da pele...
Definitivamente gostava que me perguntassem: " Precisas de ajuda?" eu responderia... " Agradeço e retribuo".

Su's sounds

Este blog contém posts e comentários.

Se me quiseres contactar:


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:



Veja mais: Ferramentas Blog | By FormularioPRO

Wake Up clock

Su on Twitter

    follow me on Twitter

    And the winner is... Little Susie

    And the winner is... Little Susie
    da Mimo Azul

    um mimo da Miepeee

    Orgulhosamente recebido da Tecnenfermaginando, do Mimo Azul e da Malinha Viajante

    mais um miminho da Miepee... um daqueles!

    Contador

    Wake up Little Susie 2008 © Blog Design 'Felicidade' por EMPORIUM DIGITAL 2008

    Back to TOP