quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

E os fumadores que me Perdoem.. ou não:P


Sempre que penso em fumo penso em máscaras de oxigénio. Daquelas brancas com elasticozinho para colocar detrás das orelhinhas. Aliás, quando penso na antiga e admirável arte de dar umas passinhas - historicamente reconhecida como um atributo de classe, status e bom gosto - pergunto a mim mesma qual dos seguintes pontos, contribuem para essa avaliação: será que é aquele agradável odor impresso a ferros na indumentária? Ou será que é o tom amarelado dos dentes? Talvez seja a forma voluntariosa como engrossam a indústria das pastilhas elásticas, ao mascarem diáriamente para aliviarem o mau hálito? Contudo, eu apostava sériamente na forma inteligente como ludribiam o vento, num eterno jogo (pedagógico até) do esconde-esconde para que o parceiro do lado não se aflija muito com este pequeno pormenor: fumar.

Eu não sou uma activista radical no que concerne aos fumadores. Aliás a forma como cada um gere a sua saúde a si pertence e a par dessa deliciosa - será?- asneira transparece uma escolha individual. Como cada um escolhe aquilo que considera melhor - quiçá pior? - para si, quem sou eu para julgar?

O que me deixa assim como que um pouco para o irritada é quando a questão deixa de ser a nossa saúde e passa a ser a saúde dos outros. é a tal questão: a nossa liberdade termina onde começa a dos outros. Como podem verificar, neste campo, anda tudo um pouco difuso, acabando nós por nos perdermos nos ténues limites entre o direito individual e um problema de saúde pública. Isto explica a razão pela qual eu saio de casa com um indelével aroma a pêssego nos cabelos e, horas depois, retorno com um cinzento odor tabágico, sem que tenha concorrido activamente para tal malfadado fenómeno.

Se bem que me parece que as coisas têm melhorado substancialmente, muito em parte devido às revisões constitucionais que todos nós fumadores - activos ou passivos - conhecemos. Esta foi uma medida interessante, diria que quase tão agressiva como uma lobotomia mas que tem dado os seus frutos, pelo que muito me apraz o decréscimo de fumadores neste país à beira-mar plantado. A questão é: será que foi a Lei do Tabaco ou os fumadores também já foram avassaladoramente atingidos pelos efeitos da crise financeira? A crise chega a todos e talvez andem eles também a põr umas moeditas ao bolso, poupando para comprar rolos de papel higiénico.

Não falando nas já ultrapassadas campanhas ambientais, nas politicas de promoção de saúde ou nas questões éticas o que está a dar é a crise financeira. Enquanto ficam por aí a pensar nisso, eu vou ali só à farmácia e já volto! E viva a crise!





Bolas! Estes elásticos dão-me cabo das orelhas!

21 wake ups:

Shakti 8 de janeiro de 2009 às 22:50  
Este comentário foi removido pelo autor.
Shakti 8 de janeiro de 2009 às 22:51  

É sempre um assunto delicado...fui fumadora...não fumo há um ano e três meses...mas não me incomoda o cheiro ou o fumo dos outros...

susana 8 de janeiro de 2009 às 23:13  

shakti: sim eu sei que é. Eu não tneho nada contra os fumadores, só me aborrece a falta de respeito que muitos deles têm. E acho que radicalismos não levam a lado nenhum, em relação a nada. Mas admito que esta questão será de todas a única em que sou um pouco mais extremista.
Obrigada pelo teu comentário. E parabéns!
Su

Salto-Alto 8 de janeiro de 2009 às 23:20  

Partilho do mesmo sentimento...

DANTE 9 de janeiro de 2009 às 00:01  

Eu fumo. Gosto de fumar. Tiro prazer disso. Mas sou consciente em relação aos malefícios do tabaco , tento não prejudicar quem não fuma mas mesmo fumando na rua há sempre alguém a apanhar com o fumo.
Em todo o caso também me constrange o facto de sair para jantar e não poder fumar o meu tão apetitoso cigarro a seguir ao jantar. Não concordo com as regras mas tenho que as cumprir como bom cidadão.
È uma espécie de caça ás bruxas esta proibição tabagista... ;D

Jokas Susana :)

Pedro Barata 9 de janeiro de 2009 às 00:02  

É uma questão complicada. Acima de tudo, passa pelo respeito que as pessoas têm umas pelas outras e pelas leis. Sou a favor da proibição de fumar em certos locais, sempre o fui, ainda mais agora que sou ex-fumador recente!
Beijinhos

Alien David Sousa 9 de janeiro de 2009 às 00:38  

Susaninha

Como já falei muito sobre este assunto vou deixar aqui um pensamento. E se parassemos todos para pensar se neste momento não existirá uma falta de respeito pelos fumadores. Vamos tentar ver a coisa pelo lado dos fumadores que respeitam os não fumadores e depois pensar se neste momento existe respeito pela liberdade dos não fumadores. Espaços grandes, bastante ventilados. Tabaqueira a receber milhões. Propostas para proibir fumar nos carros etc...aonde é que a minha liberdade de fumar no meu carro intrefere com a dos não fumadores...vou me calar porque o desrespeito é em tantos campos que me faz confusão.
Beijinhos

CãoSarnento 9 de janeiro de 2009 às 01:05  

Já fui, já não sou e apesar de sentir um alívio imenso de cada vez que entro num estabelecimento sem fumadores, também não sou radical.
Sei o custa deixar de fumar e soube, de um modo algo dramático, o quanto perdi por ter sido fumador. É sempre assim, sabemos sempre tarde demais, como o "corno", que é sempre o último a saber.
Lamento aqueles que se perdem na defesa dos direitos dos fumadores. Lamento-os profundamente, porque, coitados, eles não sabem o que dizem. Eu também não sabia...

L!NGU@$ 9 de janeiro de 2009 às 01:52  

Odeio ter que chegar a casa a cheirar a carvão. Odeio estar num local público a levar com o fumo que outros gostam de fazer. Odeio ter visto alguém que me era próximo morrer por causa dessa estupidez.

Sim, sou muito contra.

L!NGU@$ 9 de janeiro de 2009 às 02:03  

Alien David Sousa, talvez o fumar no carro prejudique a condução. Digo eu que ter uma mão ocupada com um cigarro não ajuda muito nenhum condutor. É como o telemóvel. E se, por acaso, um condutor que vai a fumar, tem que fazer um movimento mais brusco e o cigarro lhe cai para o colo? E se essa pessoa não consegue chegar ao cigarro logo? E se está em plena autoestrada? E se vierem vários automóveis atrás? Eu também não me ponho a comer no meu carro, por mais prazer que me dê comer. Mas lá está, é continuar o choradinho da perseguição. Pode ser que um dia pegue.

Ominona 9 de janeiro de 2009 às 11:52  

Eu não fumo e como te percebo. Lá em casa é uma guerra com o meu irmão mais novo! Não entende que o egoismo e bem estar dele perturba o meu que não fuma e detesta o sabor e o cheiro. Parece que não e fuma na sala comigo mesmo ao lado. A desculpa, Ele: tenho a janela aberta e fumo sai todo! Ou seja para além de ter que levar com o fumo e o cheiro ainda levo com o frio. Enfim...

Sam 9 de janeiro de 2009 às 13:22  

para mim, viver sem fuma é como escrever sem virgulas!
lol
Bom fim de coiso amiga
Beijo doce!

NunoSioux 9 de janeiro de 2009 às 15:32  

LOLOLOLOLOLOOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOOLOLoL

Demais Susana!!!

E viva a crise, viva as filas longas na farmácia (mas se fores falar com o dono da farmácia, ele vai dizer que está mau e que nao se vende nada!)

O porque de fumar é na verdade bastante simples...

Só existem 2 coisas infinitas, o universo e a estupidez humana...

;)

Beijo Fofo

Ps: tens uns elasticos a mais?

Violet 9 de janeiro de 2009 às 22:13  

Susana:

Os fumadores sempre nos diminuem alguns dos impostos e dão-me trabalho ao entupirem as coronárias...também ajudam a arruinar o SNS mas isso são details....

Beijo grande!

aespumadosdias 9 de janeiro de 2009 às 23:25  

eu cá nunca peguei num cigarro.

Nuno 10 de janeiro de 2009 às 11:51  

Eu cá tenho a opinião de que a Lei Anti-Tabaco que entrou em vigor há um ano não está a ser cumprida. Digo isto com base no que tem acontecido ultimamente, em especial na localidade onde vivo, onde não há praticamente nenhum bar para não fumadores. São, na sua esmagadora maioria, bares para fumadores, ainda que a ventilação esteja desligada ou seja ineficiente, o que faz com que lá dentro haja sempre uma enorme núvem de fumo que nos faz trazer na roupa aquele aroma tão desagradável.

Beijitos,
Nuno.

luminary 10 de janeiro de 2009 às 12:18  

http://lostintheisland.blogspot.com/2008/01/os-pides-tambm-fumavam.html
Escrevi sobre isto há um ano e não mudo uma vírgula

Desambientado 10 de janeiro de 2009 às 15:05  

Talvez um pouco das duas coisas, mas mais provavelmente a crise.
Não sou extremista e como tal respeito a liberdade do fumador e do não fumador.

Bom fim de semana.

Canto Definido 10 de janeiro de 2009 às 19:07  

Simpatizo com todos os fumadores ;), menos com os que jogam o invólucro de um maço novo para o chão, beatas e cinza não me causam desconforto...

(está bem visível a hipocrisia dos governantes em cada novo pacote de furos nos pulmões)

H.L 10 de janeiro de 2009 às 20:04  

É uma questão interessante e penso que a proibição do fumo nos medida correcta a tomar.No entanto acho que esse factor, apesar de ter contribuído um pouco para a redução do consumo tabágico, não foi o que mais pesou na hora de decidir. Até posso arriscar que a questão não foi de peso algum mas sim de leveza... leveza no bolso português. Acho que a maior parte das pessoas quando decide deixar de fumar não é por razões de saúde mas sim monetárias. Ora veja-se, está provado que o tabaco mata mas enquanto custar menos de cinco euros não é assim tão mortal... Não tenho nada contra quem fuma - não fosse a escolha uma liberdade - mas há fumadores e fumadores e alguns deles não respeitam o espaço e escolhas alheias. Da mesma forma que n me importo de sair à rua para falar com alguém que fuma, espero que a pessoa não se importe de cumprir a lei ao regressar, mas tantos que não o fazem...!

susana 11 de janeiro de 2009 às 20:25  

E como sou desnaturada só agora vai a minha resposta a todos:

Salto-alto:obrigada pela tua visita ao meu espaço!:) volta sempre.

Dante: concordo com o teu lado, mas não me parece que seja uma espécie de caça às bruxas... as "bruxas" traziam algo de novo, informação relevante, novas perspectivas sobre o mundo, a religião e as pessoas.. o fumo só cria uma nuvem de fumo que acizenta a vida das pessoas:P desculpa! beijinhos

Pedro Barata: Também entras enão nas estatísticas:)Parabéns para ti pelo feito!:)E sim é tudo uma questão de respeito mas sabes... é uma questão de desrespeito pelo mundo que povoamos.

Alien David Sousa: sinceramente eu respeito os fumadores conscientes mas a verdade é que também eles concorrem para que eu seja uma fumadora passiva sem que eu tenha que fazer muito mais do que respirar. :P

Cão Sarnento: Parabéns então!Fico realmente feliz por teres abandonado o vício. Eu também estou a tentar deixar.... de roer as unhas!;)

Línguas:Odeio, odeio, odeio. Eu também, mas não sou radical... maybe a little....!!

Ominona: o que vale é que cá em casa ninguém fuma:P pelo menos dentro! Obrigada pelo teu comentário

Sam: Beijo tabágico queres tu dizer:P Estou a brincar! Bom fim de coiso para ti também!

Nuno Sioux: gosto dos teus comentários.. aliam sempre o humor a verdades universais.:) Também é um prazer receber os teus comentários

Violet:para quê centrarmo-nos nos detalhes não é?:P vamos mas é perder tempos com outras coisas muito mais úteis, como por exemplo......ir ali consumir à grande e à francesa na catedral do consumismo: o centro comercial.

aespumadosdias:nem eu:) mas já fui gozada à força toda por isso por um professor universitário... é que parece que sem darmos uma passa não nos fazemos adultos... enfim:P

Nuno: achas que não? por acaso eu não sou muito de frequentar locais onde haja potencialmente muito fumo mas sinto alguma diferença...

Luminary: li o teu texto e adorei.. como não poderia deixar de ser não é refilãozito?:)

Desambientado:o problema é cada a duas liberdades se tocam, não é?

CantoDefinido: um pouco de educação cívica não fazia mal nenhum pois não?

Homem de Lata: o bolsinho do português cada vez mais vazio, há que fazer sacrificios não é?:P


Beijinhos para todos e obrigada por terem comentado!
su

Su's sounds

Este blog contém posts e comentários.

Se me quiseres contactar:


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:



Veja mais: Ferramentas Blog | By FormularioPRO

Wake Up clock

Su on Twitter

    follow me on Twitter

    And the winner is... Little Susie

    And the winner is... Little Susie
    da Mimo Azul

    um mimo da Miepeee

    Orgulhosamente recebido da Tecnenfermaginando, do Mimo Azul e da Malinha Viajante

    mais um miminho da Miepee... um daqueles!

    Contador

    Wake up Little Susie 2008 © Blog Design 'Felicidade' por EMPORIUM DIGITAL 2008

    Back to TOP